O Celta de Vigo fugiu hoje aos lugares de descida da Liga espanhola de futebol, ao vencer fora o ‘vizinho’ Deportivo da Corunha por 3-1, no dérbi galego da 17.ª jornada da prova.

O avançado Iago Aspas foi a figura do encontro, ao marcar dois golos, aos 40 e 53 minutos, isolando-se no segundo lugar da lista dos melhores marcadores, com 11, apenas atrás do argentino Lionel Messi, do FC Barcelona, que hoje somou o 15.º, no Bernabéu.

O dinamarquês e ex-benfiquista Daniel Wass marcou, aos três minutos, o outro golos dos forasteiros, enquanto o suplente romeno Florin Andode apontou, aos 59, o tento dos locais, que contaram desde início com o português Luisinho.

Na tabela, o Celta de Vigo ascendeu ao 11.º lugar, com 21 pontos, agora mais seis do que o ‘Depor’, que segue no 18.º posto, o primeiro abaixo da ‘linha de água’.

Antes, o Valência falhou o assalto ao segundo lugar, ao perder por 1-0 na receção ao Villarreal.

Num jogo muito atribulado, com 12 cartões amarelos, incluindo duas vermelhos por acumulação, um golo do colombiano Carlos Bacca, aos 24 minutos, selou o triunfo dos forasteiros.

O Valência, que apresentou Gonçalo Guedes de início e teve Ruben Vezo no banco, foi o primeiro a ficar reduzido a 10, por expulsão do avançado italiano Simone Zaza, que viu o primeiro amarelo aos 58 minutos e o segundo aos 60.

A sete minutos do fim, Manu Trigueros foi expulso e equilibrou as contas, mas o Villarreal soube sofrer e segurar a vantagem até final, apesar da grande pressão do Valência, que criou várias oportunidades para restabelecer a igualdade.

O Villarreal manteve-se no sexto lugar, com 27 pontos, enquanto o Valência permaneceu no terceiro, com 34, a dois do Atlético de Madrid, segundo, que sofreu na sexta-feira a primeira derrota, no reduto do Espanyol (1-0).

No ‘clássico’, o FC Barcelona consolidou a liderança, ao vencer por claros 3-0 no reduto do Real Madrid, com tento do uruguaio Luis Suárez, aos 54 minutos, do argentino Lionel Messi, aos 64, de grande penalidade, e de Aleix Vidal, aos 90+3.

Os ‘merengues’ estiveram melhor na primeira parte, com Cristiano Ronaldo como principal protagonista, mas o ‘Barça’ foi claramente superior na segunda, antes e depois da expulsão de Carvajal, que viu o vermelho direto, aos 63 minutos.

Os catalães, que somam 14 vitórias e três empates, são a única equipa invicta, têm o melhor ataque (45 golos marcados) e a defesa menos batida (sete sofridos), passaram a somar 45 pontos, mais nove do que o Atlético de Madrid e 11 face ao Valência.

O campeão espanhol e europeu em título Real Madrid segue, com um jogo em atraso, no quarto posto, a 14 pontos dos catalães.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.