Os clubes espanhóis de futebol reduziram a sua dívida ao fisco em 420 milhões de euros nas últimas três temporadas, prevendo-se ainda uma diminuição de mais 79 milhões nos próximos meses, divulgou hoje a administração fiscal.

Os dados difundidos sobre a evolução da dívida da I e da II Ligas para com a Agência Tributária espanhola indicam uma redução de “120 milhões de euros por ano”, prevendo que, nas próximas quatro épocas, haja uma diminuição de 40 milhões de euros por temporada.

O diretor geral da ‘La Liga’, Javier Gómez, e Fernando Puig de la Bellacasa, subdiretor geral do Conselho Superior do Desporto, analisaram os dados, mencionando que “na temporada 2019/2020, a dívida deve ser reduzida em 160 milhões de euros, uma média de 40 milhões por temporada”.

“É um exemplo de ‘limpeza’ no futebol espanhol. O decréscimo do rácio dos clubes, que não são o Real Madrid e FC Barcelona, foi enorme. O objetivo é ter um melhor rácio em 2019”, assegurou Javier Gómez.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.