O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, foi alvo de duras críticas por parte da antiga companheira de Alfredo Di Stéfano. Gina González, que também era secretária do falecido presidente honorário ‘merengue’, afirmou, em declarações à Radio Continental, de Espanha, que Florentino Pérez se apropriou dos direitos de imagem do antigo jogador e que não queria saber se ele era feliz.

“A minha relação com Alfredo caiu mal no Real Madrid desde o princípio, o que é normal em gente que apenas pensa em números e em aumentar a sua conta bancária porque não tem coração. Não queria acreditar no que me diziam, mas o tempo demonstrou que Florentino Pérez deu o seu aval para processar Alfredo Di Stéfano, incapacitá-lo e colocá-lo aos olhos do mundo como um deficiente mental, apenas para ficar com os seus direitos de imagem em vez de o fazer feliz”, esclareceu a companheiro de Di Stéfano nos últimos sete anos.

Alfredo Di Stéfano foi um dos mais emblemáticos jogadores do Real Madrid. Com a camisola ‘blanca’, venceu cinco Taças dos Campeões Europeus (atualmente, Liga dos Campeões) consecutivas antes de ser destronado pelo Benfica de Eusébio.

Quando se retirou do futebol dedicou-se aos bancos de treinadores. Com carreiras de sucesso no relvado e fora dele foi nomeado presidente honorário do clube ‘merengue’. Alfredo Di Stéfano faleceu no passado dia 7 de julho, vitima de problemas cardíacos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.