O plantel do Espanyol fez uma doação de um valor não revelado ao Hospital de Igualada, um dos mais afetados pela pandemia de covid-19, anunciou hoje o clube da Liga espanhola de futebol em comunicado.

Os jogadores do Espanyol, clube que aderiu ao ‘lay-off’, fizeram a doação por iniciativa própria, através da Fundação Hospitalar, e o dinheiro reunido será utilizado na compra de material sanitário, como equipamentos de proteção individual.

O Hospital de Igualada chegou a ter mais de 40% da sua equipa infetada ou confinada devido ao novo coronavírus e a cidade, a cerca de 70 quilómetros de Barcelona, foi uma das que mais sofreu com a pandemia. O primeiro surto foi detetado em 08 de março.

Também os adeptos do Espanyol, nomeadamente o grupo organizado Curva RCDE, já tinham manifestado a sua solidariedade e apoio aos trabalhadores do Hospital Bellvitge, com a doação de pizzas, bebidas e fruta, para “tornar um pouco mais suportáveis as longas noites de trabalho”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 120 mil mortos e infetou mais de 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, cerca de 402 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 973 mil infetados e mais de 81 mil mortos, é o que regista o maior número de casos, e a Itália é o segundo país do mundo com mais vítimas mortais, contando 20.465 óbitos e mais de 159 mil casos confirmados.

Em Espanha, as autoridades sanitárias apontam 18.056 mortos e mais de 172 mil casos de infeção.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto