A conclusão é de um estudo do Instituto de Biomecânica de Valência (IBV), elaborado para um documentário televisivo da cadeia britânica Sky Sports, que destaca “o alto centro de gravidade e as pernas longas e delgadas” de ambos em relativamente à robustez do tronco e membros superiores.

«Cristiano Ronaldo concentra a massa muscular no tronco e braços, o que faz com que a massa das extremidades inferiores seja menor relativamente a atletas com a mesma altura», explicou o especialista do IBV, Luís Garcés.

O perito classificou a constituição do avançado internacional português e do velocista caribenho, que já efetuou 100 metros em 9,58 segundos, como «uma vantagem competitiva porque permite realizar movimentos mais rápidos para correr, saltar ou rematar e com menor exigência física».

Ainda segundo o IBV, que analisa dados antropométricos desde 1994, os dois desportistas e as suas caraterísticas partilhadas proporcionam-lhes «uma maior amplitude de passada e grande potência de movimento nos membros inferiores».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.