O lance em causa deu origem à grande penalidade que Kaká converteu no segundo golo do Real Madrid e à expulsão do defesa francês, e provocou um traumatismo no tornozelo direito de Cristiano Ronaldo que obrigou o treinador Manuel Pellegrini a substitui-lo por Higuaín, aos 70 minutos.

Cristiano foi sujeito a uma bateria de exames clínicos para apurar a extensão da lesão e foi-lhe detectado uma artrite traumática com edema na articulação do tornozelo, razão pela qual os médicos se mantém cépticos relativamente à sua recuperação a tempo de poder jogar em Sevilha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.