O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação “Football Leaks”, disse que "quem não deve não teme”, numa reação difundida hoje pela rádio espanhola Onda Cero.

Cristiano Ronaldo respondeu à pergunta realizada no final do empate a 2-2 na receção de quarta-feira do Real Madrid aos alemães do Borussia Dortmund, para a Liga dos Campeões, dizendo ainda que não estava preocupado.

Também a equipa do Real Madrid exigiu terça-feira "maior respeito" pelo seu jogador que considera ter um comportamento "absolutamente exemplar" e tem sido um exemplo para o clube.

A 02 de dezembro, os membros do consórcio European Investigative Collaborations (EIC), que inclui o Expresso, noticiaram que Cristiano Ronaldo evadiu, supostamente, 150 milhões de euros em impostos através de uma sociedade nas Ilhas Virgens.

A informação, que também envolve outros jogadores, entre os quais Fábio Coentrão, Ricardo Carvalho ou Pepe, todos agenciados por Jorge Mendes, foi colhida a partir de 1.900 gigabytes de documentos a que o referido consórcio europeu teve acesso e sobre os quais trabalharam 60 jornalistas durante mais de sete meses.

De acordo com os documentos, cedidos aos citados OCS pela plataforma digital ‘Football Leaks', são muitas a estrelas do futebol internacional que se esforçam por ocultar os seus rendimentos em paraísos fiscais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.