O diretor geral do Valência reconheceu esta quinta-feira que o Valência pretende garantir a continuidade de Gonçalo Guedes em Espanha, mas deixou entender que a negociação com o Paris Saint-Germain não está fácil.

Mateu Alemany considerou que esta é uma "uma novela rosa" e relembrou que o empréstimo de Guedes na época passada foi conseguido já muito perto da hora de fecho de mercado.

Sobre Gonçalo Guedes só posso dizer que gostou muito de estar connosco e nós com ele. É como um romance rosa, mas nesta situação idílica há uma variável que não podemos controlar, porque é jogador do PSG, valorizado, que esteve no Mundial. O que posso dizer é agora que não há negociação aberta com o PSG, que mudou de treinador. No ano passado, o cenário era diferente: veio porque não tinha espaço na equipa e o seu valor era claramente menor. Assinámos no último dia às 23h20", afirmou Alemany, explicando que Guedes é um jogador muito apreciado pelo emblema 'Che':

"É um jogador que apreciamos. Obviamente, gostaria que ele continuasse pelo menos mais um ano, mas é uma situação extremamente difícil e provavelmente só haverá uma solução no fim de agosto."

Gonçalo Guedes tem contrato com o Paris Saint-Germain até 2021 e os franceses querem 40 milhões de euros pelo internacional português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.