Com a final da Champions marcada para 22 de Maio de 2010, no estádio Santiago Bernabéu, Florentino Pérez quer dar uma prenda aos seus adeptos com a conquista da mais importante competição de clubes a nível europeu. "São muitos anos, não só sem ganhar, mas também sem ocupar um lugar privilegiado. E este ano queremos dar um golpe na mesa. O importante não é só ganhar taças europeias, mas sim ocupar o lugar na Europa que nos corresponde", disse o presidente do Real Madrid, que ostenta o recorde de nove títulos de campeão europeu.

Sublinhando a sua insatisfação por os merengues se terem quedado nos últimos anos sempre pelos oitavos-de-final da competição, o líder 'blanco' deu a sua palabvra em como o clube vai "trabalhar não só para ocupar esse lugar, como também para conquistar algum troféu".

Por outro lado, Florentino Pérez voltou a defender a sua política de grandes investimentos no plantel, na sequência de um defeso onde gastou mais de 200 milhões de euros. "Só tem que acontecer duas coisas, e, se acontecem, tudo é mais simples. Primeiro, que o Real Madrid os queira contratar e, depois, que os jogadores queiram vir. E em ambos os casos, quer com Kaká quer com Cristiano Ronaldo, surgiram essas condições. Logo, é essencial ter boas relações com os clubes de onde procedem, para podermos ter um diálogo leal no momento de negociar", frisou o empresário espanhol.

Sem temer comparações com a antiga era dos 'galácticos', construída sob a sua primeira presidência, Florentino Pérez defende que as novas estrelas estarão à altura da história do Real Madrid. "Os grandes jogadores foram, naquela época, Figo, Zidane, Ronaldo, Beckham, Roberto Carlos, Raúl... e os de agora também são grandes jogadores: Kaká, Cristiano Ronaldo, Benzema, Xabi Alonso... Acredito que, desta vez, para além de incorporar grandes jogadores, conseguimos fazê-lo de forma mais equilibrada. Integramos também grandes futebolistas que fazem parte da seleção espanhola, grandes jogadores espanhóis, os quais existem muitos neste momento, pois, como todos sabem, ganhamos o Campeonato de Europa. E também temos gente da  cantera
Queremos sempre ganhar tudo", explicou.

"Este clube não perdoa a falta de ambição. Mas temos de ganhar e ainda dar espetáculo. Temos de fascinar os adeptos. E a nossa obrigação é continuar a alimentar este modelo."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.