Gary Neville criticou o Barcelona por ainda permanecer na Superliga. O antigo jogador do Manchester United recorreu às redes sociais para comentar o novo acordo dos catalães, que venderam mais 15 por cento dos direitos televisivos dos seus jogos na Liga espanhola ao grupo norte-americano Sixth Street nos próximos 25 anos. As verbas do negócio não foram anunciadas mas nem foi preciso para irritar Gary Neville.

"É por isto que o Barcelona ainda quer a Superliga. É um clube desesperado com uma dívida de 1,2 mil milhões de libras que vende futuros fluxos de receitas para gastar em jogadores", disse o antigo lateral inglês.

O Barcelona já tinha vendido dez por cento dos direitos de TV dos seus jogos pelo mesmo período àquele conglomerado de investimento por 207,5 milhões de euros na passada semana. De acordo com a imprensa espanhola, o clube terá arrecadado 400 milhões com estes dois negócios.

O emblema catalão está à procura de liquidez financeira para poder pagar as últimas contratações para a equipa de futebol, como as do avançado polaco Lewandowski e do extremo brasileiro Raphinha, respetivamente por cerca de 45 e de 70 milhões de euros.

De recordar que o presidente do clube, Joan Laporta, anunciou há um ano que a dívida total do clube era de 1,35 mil milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.