O treinador do FC Barcelona, Josep Guardiola, considerou hoje que o mérito da vitória da Espanha no Mundial2010 de futebol não pertence apenas ao modelo “blaugrana” e elogia o seleccionador Vicente Del Bosque.

O “onze” inicial da Espanha na final do Mundial2010, frente à Holanda, apresentava seis jogadores que alinharam no “Barca” na última temporada, mais o reforço David Villa, sendo que entre os 23 convocados existiam oito “blaugranas”.

"Seria injusto colocar a vitória no Mundial em torno apenas do FC Barcelona. Quando uma equipa ganha um Mundial, é mérito de todos e, sobretudo, de uma extraordinária geração de jogadores e do seu treinador”, referiu.

Guardiola elogiou ainda Del Bosque “pelo exemplo que dá, tanto como treinador, como pessoa”, garantindo que ficou “muito contente e emocionado” pela conquista da selecção espanhola.

Sobre o golo de Andrés Iniesta, jogador do FC Barcelona e autor do golo do triunfo da Espanha frente à Holanda, Guardiola não escondeu a satisfação.

“É muito bom que o golo do Mundial tenha sido feito por ele, porque demonstra que gente como ele, tão humilde, também pode fazer golos na final de um Mundial”, afirma.

Guardiola falava durante a primeira conferência de imprensa da nova temporada, durante a sua foram feitas quase 50 perguntas, tendo o técnico abordado a sua renovação por apenas um ano, garantindo que trabalha melhor com contratos curtos.

“Estou muito contente por continuar aqui mais um ano, com o desejo de continuar a fazer tudo bem e que as pessoas continuem a estar orgulhosas de nós”, referiu.

Guardiola adiantou ainda que será “muito difícil” ao FC Barcelona contratar o médio Cesc Fabregas e que a continuidade no FC Barcelona de Zlatan Ibrahimovic está nas mãos do avançado sueco.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.