Este sábado joga-se o primeiro grande clássico da Liga Espanhola entre Barcelona e Real Madrid. Na época anterior o destino não quis que Messi e Ronaldo se juntassem mais do que os necessários jogos para o campeonato e por isso temos de recuar a abril para lembrar o último jogo entre estas duas equipas.

Tudo se passou em Camp Nou com os convidados a estragarem a festa aos anfitriões com dois golos de Benzema e Ronaldo contra apenas um de Piqué. Se no ano passado o título foi até à última jornada, com o Barcelona a sorrir sobre a linha da meta, este ano as contas estão muito diferentes à 14.ª jornada.

O Real Madrid chega aqui sem saber o que é perder neste campeonato e com uma liderança sólida com 33 pontos fruto de 10 vitórias e três empates. O Barcelona tem tropeçado mais vezes do que o habitual. A equipa de Luís Enrique empatou nas duas últimas jornadas (Málaga e Real Sociedad) e já perdeu por duas vezes. A distância para os madrilenos é de seis pontos, e este jogo pode marcar o arranque definitivo do Real para o título, ou a aproximação do Barcelona.

Na luta pessoal entre Ronaldo e Messi, mais uma vez finalistas do Prémio de Melhor Jogador 2016 da FIFA, os habituais números de outro planeta.

O português está no topo dos melhores marcadores da Liga Espanhola com 10 golos, e logo atrás vem o argentino com nove. Mas se olharmos à Liga dos Campeões, lá está Messi disparado com nove, contra apenas dois do avançado do Real.

Dados lançados para mais um clássico em Camp Nou que está agendado para as 15h15 deste sábado, porque parece que do outro lado do mundo, onde as horas são outras, também há quem não queira perder este duelo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.