Fabio Capello é um confesso admirador das qualidades de Leo Messi. O antigo selecionador da Rússia recordou a primeira vez que viu jogar o argentino, tinha ele 18 anos. Foi num Juventus-Barcelona, num encontro de pré-época disputado a 24 de agosto de 2005. Assim que viu as suas qualidades, quis logo levar-lhe para a Juventus, clube que treinava na altura.

"Nunca tinha visto um jogador com tanta qualidade naquela idade e com tamanha personalidade com uma camisola de um clube tão importante. Aos 25 minutos de jogo aproximei-me de Frank Rijkaard [na aaltura treinador do Barcelona] e pedi-lhe que o deixasse ir para a Juventus por empréstimo", contou Capello ao jornal espanhol Mundo Deportivo.

Capello recusa afirmar se Messi é o melhor jogador de todos os tempos. O técnico italiano prefere ver Messi inserido num dado contexto histórico. Agora reina o argentino, como já mandaram outros craques.

"Não se pode falar do melhor jogador da história, porque o futebol teve várias épocas diferentes e em cada uma há sempre um jogador a sobressair. Primeiro foi Di Stéfano, depois Pelé, mais tarde Maradona agora Messi", disse Capello.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.