James Rodríguez fez um balanço da sua época com o Real Madrid, que classifica como "uma das maiores deceções da carreira". Em declarações ao podcast de Daniel Habif, o internacional colombiano explicou a sua relação com Zidane.

"Ele tem os seus próprios gostos por jogadores e eu respeito isso...Quando não tens as mesmas oportunidades que os outros fica difícil. Queria sair e não me deixaram. O meu desejo era que os adeptos me recordassem pelas épocas que fiz antes: fiz 36 golos e 42 assistências. Esta temporada é uma das maiores deceções da minha carreira, mas graças a Deus ainda sou novo", explicou.

Sobre o futuro, o médio ex-FC Porto continua a viver uma incógnita e a certeza passa apenas pela vontade de deixar o clube 'merengue'.

"Também gostava de saber onde vou jogar, podem passar dias ou semanas para saber para onde vou. Não sei mesmo. Quero ir para onde possa ter minutos, não jogar é frustrante. Se fosse mau jogador até aceitava, mas sou uma pessoa que quer ganhar e jogar sempre", garantiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.