O treinador português José Mourinho admitiu que alcançou esta época «um feito inacreditável» com o Real Madrid, ao conquistar o título espanhol de futebol e acabar com um “reinado” de três épocas do FC Barcelona.

«Foi um feito inacreditável, profissional e pessoalmente», confessou José Mourinho em entrevista publicada hoje pelo diário desportivo espanhol As.

Na mesma entrevista, Mourinho garantiu que o seu objetivo na vida «não é bater o ‘Barça’», mas admitiu que o triunfo desta temporada na liga espanhola «foi importante para interromper o ciclo vitorioso» dos catalães.

«Também perdi com o ‘Barça’ e perder com eles não me faz mais infeliz que perder com o Bayern [nas meias-finais da Liga dos Campeões]. Este feito foi importante para o Real Madrid, que travou o domínio do FC Barcelona no plano interno», salientou o treinador português.

Ainda no rescaldo do 32.º título do Real Madrid, Mourinho insistiu que vai continuar ao serviço dos madrilenos e fechou a porta às saídas do francês Karim Benzema e do argentino Gonzalo Higuain, acabando com as especulações sobre eventuais transferências dos dois jogadores.

«Os meus avançados na próxima época serão Benzema e Higuain. Higuain vai ficar porque eu e o Real Madrid não queremos que saia do clube», insistiu José Mourinho, referindo-se em particular ao interesse do Paris Saint-Germain no argentino.

Ainda sobre a cobiça do clube parisiense, Mourinho assegurou que o Real Madrid não venderá o avançado «mesmo se receber ofertas de 40, 50 ou 60 milhões de euros».

Sobre Benzema, Mourinho acrescentou que os 20 golos marcados no campeonato ajudaram o francês a «superar os demónios das duas primeiras temporadas» e permitiram-lhe «realizar uma época fantástica».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.