Ronald Koeman, treinador do Barcelona, não fugiu ao tema do momento no futebol espanhol e, esta terça-feira, reconheceu que é negativo para a imagem do clube tudo o que se está a passar com o denominado caso 'Barçagate', que resultou já em várias detenções por parte da polícia da Catalunha, entre elas a do antigo presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, investigado pelas autoridades por administração danosa e corrupção.

"A detenção de Bartomeu é má para a imagem do clube. Quando saiu a notícia fiquei desolado, porque conheço Bartomeu e também Oscar Grau. Sinto-me mal por eles. Tive momentos importantes com eles. Bartomeu sempre foi uma pessoa excecional para mim", começou por afirmar o técnico holandês, na conferência de imprensa de antevisão do encontro com o Sevilha para a Taça de Espanha.

Koeman, porém, não se quis alongar sobre a questão, porque ainda não estava no clube quando tudo se passou e garantiu que só está concentrado na recuperação da equipa. "Temos de esperar para ver o que irá acontecer. Não estava aqui nessa altura e não vou opinar. Estamos concentrados na recuperação, o resto não me interessa", terminou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.