A Liga Espanhola correu o risco de perder os dois melhores jogadores do Mundo em pouco tempo mas Lionel Messi acabou por ficar na Catalunha. La Liga já tinha perdido Cristiano Ronaldo há três anos, quando o craque português decidiu deixar o Real Madrid e ingressar na Juventus. E como seria a Liga Espanhola sem Cristiano Ronaldo e sem Messi? Luis Milla, que jogou no Barcelona e no Real Madrid, diz que o argentino é "insubstituível".

"Messi é um jogador maduro, que sabe que o Barcelona é um clube que encaixa no seu estilo de jogo e que partilha a mentalidade vencedora. Cristiano Ronaldo deixou La Liga e a vida continuou, se Messi sair no futuro também vai continuar, mas um jogador como ele é insubstituível, de uma casta única, que vemos uma vez na vida. A Liga espanhola sobreviveria sem Messi, mas não seria a mesma coisa. Ainda bem que ficou", disse o antigo jogador.

Para Milla, a Liga Espanhola só ficou a ganhar com a permanência do craque argentino do Barcelona.

"A permanência de Messi é ótima para o futebol espanhol. É um jogador ambicioso que quer ganhar títulos. Isso não aconteceu na última época e, ainda por cima, ele não tinha boa relação com o diretor desportivo, assim como com a restante Direção. A juntar a isto, houve tensão por causa da mudança de treinador", explicou.

Messi pediu para deixar o Barcelona este verão, em conflito com a direção catalã, mas acabou por permanecer no Barcelona.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.