A federação espanhola de futebol arquivou hoje a denúncia apresentada pelo Comité Técnico de Árbitros contra José Mourinho, treinador do Real Madrid, que se queixou de tratamento injusto dos “juízes” aos seus pupilos.

Ainda assim, o Comité de Competição pediu ao português um «esforço» para evitar repetir estas situações.

«É muito fácil darem-nos cartões. Connosco o amarelo é vermelho, o que nada é transforma-se em cartão amarelo e temos sorte que não haja laranjas, porque também os teríamos mais do que ninguém», desabafou Mourinho, a 25 de fevereiro.

O Comité de Competição decidiu arquivar a denúncia depois de estudar as alegações apresentadas pelo Real Madrid.

«Devido ao facto destes problemas se terem repetido na última época, pede-se ao treinador o esforço de conseguir que este tipo de situações não voltem a produzir-se», recomenda o órgão disciplinar.

Na fase final da época, José Mourinho foi alvo de um processo e castigado pela UEFA, após as declarações «inapropriadas» proferidas após a derrota caseira com o Barcelona, na primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.