Mourinho fará regressar à equipa Ricardo Carvalho, Marcelo, Xabi Alonso e Mesut Ozil, mas não castigará nenhum dos jogadores que competiram na Taça, aos quais tinha exigido empenho e qualidade, sob pena de não serem chamados para o campeonato.

Apesar do empate, a atitude de alguns dos menos utilizados deixou satisfeito o técnico português, entre os quais a do avançado francês Karim Benzema, que tem ficado fora do “onze” devido à qualidade de Higuain e pelo seu fraco rendimento.

“Não está bem, mas não está morto”, disse Mourinho, em relação a Benzema, explicando que se fala muito do francês e que a maior parte das coisas não correspondem à verdade, embora admita que o internacional gaulês “não está bem”.

O técnico defendeu que há outros jogadores, em outras equipas, que não marcam e não é dada tanta importância, e ainda deu o exemplo de Cristiano Ronaldo, que teve um período de menor eficácia e agora está a marcar golos.

“Há um mês dizia-se que o Cristiano (Ronaldo) não marcava a ninguém e agora fá-lo em todos os jogos. O futebol é assim para os avançados quando não marcam”, referiu o treinador, mostrando que é possível melhorar e que Benzema tem essa responsabilidade.

Para a visita de sábado ao reduto do Hércules, onde os “merengues” querem manter a liderança da Liga, Mourinho conta nos convocados com os três portugueses (Ricardo Carvalho, Pepe e Cristiano Ronaldo), bem como com o argentino Di Maria, contratado ao Benfica.

O Real lidera a liga espanhola com 20 pontos, mais um do que Villarreal e FC Barcelona, segundos classificados.

Na nona ronda, os "merengues" visitam o Hércules, enquanto que o campeão FC Barcelona recebe o Sevilha, estando os dois jogos agendados para sábado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.