Kaká teceu rasgados elogios a José Mourinho em entrevista ao canal de televisão do clube, depois de meses em que a imprensa chegou a alegar a existência de uma relação menos boa entre os dois.

«Só posso dizer coisas boas sobre Mourinho. Tinha tudo para me matar enquanto jogador... Um futebolista que tem grande responsabilidade, que não está bem, é para vender. Tinha tudo para o fazer e no final sempre me ajudou», frisou o médio brasileiro, acrescentando: «Acredito que estou a ganhar a sua confiança aos poucos. Foi muito difícil porque tive alguns treinos desastrosos. Nunca foi um problema dele, foi meu. E Mourinho continuou sempre comigo, dizia-me as coisas, ajudava-me, ligava-me, dizia-me para ter paciência e para estar tranquilo.»

O craque brasileiro, que foi considerado em 2007 o melhor jogador do Mundo, revela que só agora está a jogar ao seu melhor nível no Real Madrid. «É o meu melhor momento desde a apresentação no Real Madrid. E no campo é agora o melhor momento, porque estou novamente a desfrutar de novo do futebol. Antes o campo era muito grande, era tudo muito difícil e não era um prazer. Agora volta a sê-lo», afirmou.

Kaká aproveitou ainda a entrevista para desmentir notícias em Espanha de um suposto mau ambiente nos merengues: «O ambiente no balneário é fenomenal. Eu, por exemplo, dou-me muito bem com o Ricardo Carvalho, mas isso não quer dizer que não goste dos espanhóis. Sou mais próximo de alguns, mas no geral é tudo genial, existe um grande respeito. No final até brincamos com os rumores que falam de mau ambiente».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.