Mourinho já sabia que ia para o Real Madrid ainda antes de Pellegrini abandonar o cargo. O Fisco espanhol revelou que o técnico português assinou contrato com o clube madrileno quando ainda estava no Inter de Milão.

Em comunicado, a autoridade financeira revelou que Mourinho terá "assinado a 31 de março de 2010 um contrato com o Real Madrid". Foi através deste comunicado que se justificou o processo de fraude fiscal que o técnico luso estará a ser alvo.

Ora, a data apresentada pelo Fisco espanhol explica que Mourinho terá assinado contrato enquanto Manuel Pellegrini ainda era treinador do Real Madrid, e ainda orientaria o clube madrileno durante mais nove partidas.

A eliminação do Real Madrid na Liga dos Campeões, frente ao Lyon e a eliminação na Taça do Rei frente ao Alcornazo terá precipitado a saída do técnico chileno.

Recorde-se que Mourinho está a ser alvo de um processo por parte do Fisco espanhol, que acusa o técnico português de ter defraudado as Finanças daquele país, em 3,3 milhões de euros, cometidos em 2011 e 2012.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.