Várias personalidades e instituições do mundo do futebol manifestaram hoje pesar pela morte do antigo internacional espanhol José Antonio Reyes, num acidente de viação que vitimou o ex-atleta do Benfica.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, afirmou que o desporto espanhol “está de luto pela trágica morte” do atleta, que tinha 35 anos, enviando “carinho para família e amigos”.

O mesmo sentimento manifestou o presidente da FIFA, num comunicado publicado no sítio ‘online’ do organismo, num momento de “grande tristeza e emoção”, partilhada pelo líder da UEFA, Aleksander Ceferin, “chocado e entristecido” pelo final abrupto “de uma carreira sumptuosa”.

O francês Arséne Wenger, que o orientou no Arsenal, em que foi campeão inglês sem derrotas, mostrou-se “devastado”, um sentimento partilhado pelo atual técnico, Unai Emery, antigo treinador do Sevilha, que também representou, “profundamente triste”, mas incapaz “de esquecer a magia e o sorriso” do extremo.

O próprio Arsenal manifestou pesar, à semelhança de otros emblemas que representou, do Real Madrid ao mais recente, o Extremadura, mas também o Espanyol e o Atlético de Madrid.

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) lembrou o antigo internacional, com 21 jogos pela ‘roja’, entre 2003 e 2006, num momento em que outras personalidades se mostraram consternadas.

O antigo colega no Arsenal Thierry Henry foi um deles, ao escrever no Twitter que estava “devastado”, assim como o ‘capitão’ do Real, Sergio Ramos, “partido, destruído e sem palavras”, ao passo que o tenista Rafael Nadal, a competir em Roland Garros, enviou “um abraço e ânimo” à família do jogador.

“Demasiado triste para ser verdade. Terrível. Descansa em paz, companheiro. Todo o meu carinho e a minha força para a família. Estarás sempre connosco”, escreveu o antigo médio do FC Barcelona Andrés Iniesta, atualmente nos japoneses do Vissel Kobe.

Antes, já o Benfica tinha manifestado “profunda tristeza e consternação” pela morte do antigo futebolista, que jogou pelas ‘águias’ em 2008/09.

“Foi um choque e com profunda tristeza e consternação que tomámos conhecimento do fatídico acidente que vitimou o nosso ex-jogador José Antonio Reyes, um jovem de 35 anos”, refere a publicação, assinada pelo presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

O acidente que vitimou Reyes e um primo do avançado espanhol, de 23 anos, e deixou ferida com gravidade uma terceira pessoa, ocorreu às 11:40 (10:40 em Lisboa), numa autoestrada entre Sevilha e Utrera, localidade onde nasceu, tendo o carro em que circulava sofrido um despiste, incendiando-se de seguida, de acordo com a agência EFE.

Reyes, que atuou esta temporada no Extremadura, da segunda divisão espanhola, jogou no Benfica na época 2008/09, por empréstimo do Atlético de Madrid, tendo disputado 35 jogos e marcado seis golos ao serviço da equipa lisboeta, pela qual conquistou a Taça da Liga, tendo marcado um golo na final, frente ao Sporting.

O avançado, que tem 21 internacionalizações pela seleção de Espanha, nas quais marcou quatro golos, conquistou por cinco vezes a Liga Europa e venceu uma Supertaça europeia, tendo-se ainda destacado no Arsenal, no qual conquistou um título de campeão inglês e uma Taça de Inglaterra.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.