Desde que José Mourinho está no Real Madrid, a rivalidade com o Barcelona e com Pep Guardiola tornou-se um dos principais destaques não só da comunicação social espanhola, mas também internacional.

Com a saída de Guardiola encerra-se um ciclo e uma rivalidade entre os treinadores. Instado a comentar este facto, José Mourinho limitou-se a desejar felicidades ao técnico catalão.

«É uma decisão pessoal sua e ele é que tem de comentar. O mais importante é que seja feliz. Eu levou 12 anos seguidos como treinador e o meu desgaste chega em junho quando não tenho jogos. Mas cada um é como é e o importante é que disfrute a vida. Um abraço para ele», referiu o treinador do Real Madrid.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.