O jornal Marca faz manchete esta quinta-feira com alegadas palavras que Cristiano Ronaldo terá dito no mês de janeiro, altura em que começou a ser desenhada a saída do Real Madrid.

De acordo com este desportivo, no início do ano o internacional português demonstrou o seu descontentamento por a promessa de renovação contratual feita no verão passado por Florentino Pérez ainda não ter sido cumprido. Algo que aumentou o mal-estar entre CR7 e o líder dos 'merengues'.

O fraco rendimento demonstrado pelo camisola 7 na primeira metade da última época - foi muitas vezes criticado pela falta de golos - levou a direção dos 'brancos' a elaborar um documento que onde estava escrito que o Real Madrid se dispunha a baixar a cláusula de rescisão de Ronaldo dos mil para os 100 milhões de euros, mas apenas caso não se tratassem de clubes diretamente rivais do clube de Madrid.

"Se valho 100 milhões é porque não me querem cá", terá dito CR7 quando confrontado com o documento.

O avançado português terá mesmo considerado o valor "ridículo", dado que seriam necessárias centenas de milhões de euros para contratar Neymar, jogador que tem sido insistentemente apontado ao Real Madrid.

O mesmo jornal diz ainda que apenas um "inesperado" volte-face no processo fará com que Cristiano Ronaldo desista de sair do Santiago Bernabéu.

A Juventus está disposta a pagar estes 100 milhões de euros por Ronaldo, oferecendo um salário de 30 milhões de euros por ano, durante quatro épocas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.