O português Pedro Emanuel mostrou-se hoje “orgulhoso” por ser o novo treinador do Almería, mas pediu “paciência” e alertou para as dificuldades que a equipa vai ter de ultrapassar na II Liga espanhola de futebol.

“É um orgulho estar aqui. Gosto de desafios difíceis. Temos consciência do que será a temporada, portanto será preciso paciência, porque estamos a reconstruir a equipa já com a época em andamento”, afirmou, durante a apresentação como novo técnico dos andaluzes.

O técnico luso, de 44 anos, que substituiu Óscar Fernández no cargo, confessou que “não poderia dizer não” ao novo projeto do clube, que foi 10.º classificado da II Liga espanhola da época passada e que recentemente foi adquirido pelo xeque saudita Turki Al-Sheikh.

“Sei que a segunda divisão é muito competitiva e está entre as oito melhores do mundo. Com as contratações que vamos fazer, pretendemos dar equilíbrio à equipa, para que se mantenha sempre a um bom nível em todos os jogos, ao nível que todos queremos”, referiu.

O diretor geral do Almería, Mohamed El Assy, elogiou a “experiência” de Pedro Emanuel, considerando que o português tem “capacidade para pegar numa equipa construída para estar na segunda metade da tabela e levá-la aos lugares cimeiros”.

Na época passada, Pedro Emanuel treinou os sauditas do Al Taawon, que levou à conquista da Taça da Arábia Saudita e ao terceiro lugar do campeonato, atrás do campeão Al Nassr, de Rui Vitória, e do Al Hilal, ex-equipa de Jorge Jesus.

O antigo futebolista de Boavista e FC Porto também orientou Académica, Arouca, Apollon (Chipre) e Estoril Praia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.