O Real Madrid alcanço o primeiro triunfo no campeonato mas os assobios fizeram-se ouvir no Santiago Bernabéu. Mourinho mostrou-se resignado.

"Tenho de interpretar os assobios. Eles pagam-me, podem assobiar quando quiserem e eu tenho de me calar e continuar o meu trabalho para tentar que um dia chegue a satisfação total dos meus adeptos. é por isso que me pagam. Não terei uma palavra negativa para os adeptos do Bernabéu. Posso preferir o apoio à equipa em momentos mais complicados, mas criticar nunca", disse o técnico, após um triunfo assegurado pelo golo do central português Ricardo Carvalho.

Embora tenha reconhecido que a sua equipa não fez uma grande exibição, Mourinho considerou que "não foi um jogo complicado, foi fácil de ganhar, sem qualquer tipo de problema", acrescentando que "Casillas não fez qualquer defesa, nem fácil nem difícil". "Sei como se constrói uma equipa e que em dois jogos do campeonato... zero golos e zero defesas de Casillas".

"Não tivemos problemas na defesa e na hora de construir, faltou clarividência. Chegará com confiança e trabalho. Se tivesse chegado o 2-0, a equipa poderia ter jogado com outro nível. Estou contente com os três pontos, O controlo foi total. Não tive medo. Via-se que o jogo estava controlado", sublinhou.

O treinador campeão europeu (com o Inter de Milão) manifestou-se ainda muito satisfeito com Cristiano Ronaldo, que regressou de uma lesão. "Perfeito. Fisicamente perfeito. Estes 90 minutos foram perfeitos para ele. No campo não treinou praticamente nada e este jogo veio a calhar para ele. O joelho está bem e não terá problemas para quarta-feira (frente ao Ajax, na Liga dos Campeões). Vai chegar, como todos, ao seu nível", disse.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.