O Real Madrid goleou hoje o lanterna-vermelha e já despromovido Levante, por 6-0, na 36.ª e antepenúltima jornada da Liga espanhola de futebol.

Já campeão e a pensar na final da Liga dos Campeões, em 28 de maio com o Liverpool, o clube de Madrid passeou a sua classe e só não conseguiu um resultado histórico, com dois dígitos, por mero acaso.

A resistência dos forasteiros durou 13 minutos, altura em que o lateral esquerdo Mendy surgiu isolado, finalizando com remate entre o guarda-redes e o primeiro poste.

Depois de Valverde acertar no poste, aos 16, proeza que repetiu aos 42, o inevitável Benzema, aos 19, ampliou para 2-0, com cabeceamento certeiro a cruzamento do seu parceiro habitual, Vinicius Júnior.

O 323.º golo do francês em 603 jogos permitem-lhe igualar o registo de Raúl, em 741 partidas, como segundo máximo goleador dos 120 anos de história do Real Madrid, no qual Cristiano Ronaldo é recordista, com 450 tentos em 428 desafios.

Pouco depois, aos 33, em encontro de sentido único, Modric assistiu Rodrygo que, na pequena área, desviou para o terceiro, sem grande oposição, antes de Vinicius, em lance individual, fazer o 4-0 em cima do intervalo.

O jovem brasileiro foi mesmo a estrela do encontro, pois voltou a marcar mais duas vezes, aos 68 e 83 minutos.

O Real Madrid lidera com 84 pontos, mais 12 do que o FC Barcelona, enquanto o Atlético de Madrid fecha o pódio, com 67, mais um do que o Sevilha, também em posição de Liga dos Campeões.

A Real Sociedad garantiu um lugar nas competições europeias após vencer o Cadiz por 3-0, ao ser sexto com 59 pontos, mais três do que o Villarreal, a quem visita na próxima ronda na disputa pela derradeira vaga na Liga Europa, estando ainda disponível o lugar da Liga Conferência Europa, para o sétimo.

O avançado norueguês Alexander Sorloth, aos 19, inaugurou o marcador com remate entre as pernas do guarda-redes, seguindo-se dois penáltis, convertidos pelo belga Adnan Januzaj, aos 53, e Portu, aos 90+8.

O Cadiz ficou com 35 pontos, sendo 17.º, somente dois pontos acima da linha de água.

O Villarreal, semifinalista da Liga dos Campeões, cumpriu com goleada por 5-1 na visita ao Rayo Vallecano, 12.º classificado com 42 pontos.

Alfonso Pedraza, aos 03 e 88, o defesa argentino Juan Foyth, aos 27, Paco Alcácer, aos 38, e Pau Torres, aos 45+1, fizeram os golos do submarino amarelo, que sofreu um tento de Sergio Guardiola, aos 21, que na altura valia o empate provisório.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.