O espanhol Rafa Benitez foi oficializado esta manhã como o novo treinador do Real Madrid.

O ex-técnico do Nápoles assinou contrato com os merengues até 2018 e será apresentado à imprensa ainda hoje, às 13h00 (12h00 em Lisboa).

O treinador espanhol, de 55 anos, sucede assim ao italiano Carlo Ancelotti, que orientou o colosso madrileno nas últimas duas temporadas.

É o regresso de Rafa Benitez ao Real Madrid, que começou a sua carreira de técnico nas camadas jovens do clube madrileno. Natural da capital espanhola, Rafael Benítez Maudes começou a trabalhar no Real Madrid Castilla - a filial secundária do Real - em 1986, onde esteve durante nove anos até sair em 1995 para a sua primeira experiência profissional mais 'a sério': o Valladolid. A experiência só duraria uma época, transitando para o Osasuna, no qual ficou igualmente apenas um ano, saltando para o Extremadura. Aqui treinou ao longo de duas temporadas até abraçar em 2000 o Tenerife.

Nas Ilhas Canárias conseguiria levar o clube até à primeira divisão espanhola, chamando então a atenção do poderoso Valência, que o contrata em 2001. O emblema 'ché' vinha então de um período fulgurante sob as ordens de Hector Cuper, que tinha conseguido guiar o Valência à final da Champions. Depois deste sucesso, veio o 'quase desconhecido' Rafa Benitez que gerou inicialmente a contestação dos adeptos, mas pelos quais seria aclamado. No espaço de três temporadas, Rafa Benitez lidera o Valência até à conquista de duas ligas espanholas (2002 e 2004) e uma Taça UEFA (2004), tornando-se no treinador com mais títulos na história do clube.

É então que Inglaterra o chama e ruma ao histórico Liverpool, onde falha a conquista da Premier League nas seis épocas ao comando dos 'reds', mas no qual consegue o feito de vencer a Champions e a Supertaça Europeia em 2005, juntando-lhes um ano depois o triunfo na Taça de Inglaterra e na Community Shield.

Em 2010 tem uma breve passagem pelo Inter de Milão, onde não consegue deixar a sua marca na era pós-Mourinho. Porém, ainda junta a vitória no Mundial de Clubes e na Supertaça de Itália ao seu currículo.

Depois de um breve interregno, volta aos bancos em 2012 para comandar o Chelsea, conquistando no final dessa época a Liga Europa, com uma vitória sobre o Benfica na final de Amesterdão.

Com mais um título europeu no bolso, Rafa Benitez decide regressar a Itália, onde assume o comando do Nápoles. Aqui, conquista em 2014 uma Taça de Itália e uma Supertaça, despedindo-se agora em 2015 com o fracasso no apuramento do clube para a Champions, ao perder o 'sprint' final com a Lazio de Roma.

No entanto, nem isso arrefeceu o interesse do Real Madrid, que desde a primeira hora em que assumiu a saída de Carlo Ancelotti teve sempre no treinador espanhol o seu favorito para a sucessão. Não sendo uma escolha consensual no 'universo merengue', Rafa Benitez tem a palavra para calar os críticos...

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.