A Real Sociedad deu hoje sequência ao bom momento vivido na Liga espanhola de futebol, com uma goleada na receção ao Alavés (4-0), ao contrário do Villarreal, que empatou a um golo na deslocação a Bilbau.

Em San Sebastián, um ‘hat-trick’ do avançado sueco Alexander Isak (41, 49 e 62 minutos) e um golo de médio Portu (73) deram a terceira vitória consecutiva aos bascos, no desafio da 24.ª jornada.

A Real Sociedad prossegue sozinha no quinto lugar, que dá acesso às competições europeias, com 41 pontos, a quatro do Sevilha, que tem menos dois jogos, enquanto o emblema de Vitoria é 16.º, com 22.

Apesar de ocupar a sexta posição (37 pontos), o Villarreal somou hoje o sexto jogo sem vencer na La Liga, após empatar no Estádio San Mamés, onde se colocou na frente, aos 16 minutos, graças a um golo de Gerard Moreno, uma vantagem anulada por Alejandro Berenguer, aos 44.

Com um jogo ainda por realizar, o Athletic está meio da tabela, no 10.º posto, com 29 pontos, os mesmos do Celta de Vigo.

Na visita do Granada ao campo do Huesca, o tento inaugural foi apontado pelo português Domingos Quina, aos oito minutos, ainda assim, insuficiente para os andaluzes superarem o lanterna-vermelha, já que a resposta, rumo à vitória (3-2), foi tremendamente eficaz, num espaço de 13 minutos.

Depois de Rafael Mir desperdiçar um penálti (16 minutos), o Huesca deu a volta ao marcador, com golos de Daniel Escriche (31), Jorge Pulido (39) e um tento na própria baliza de Dimitri Fouquier, que viu, já na segunda parte, os colegas Alberto Soro (59) encurtar distâncias e German Sanchez receber ordem de expulsão (90+1).

O Granada, que contou ainda com o guarda-redes Rui Silva, de início, e Domingos Duarte, na reta final, segue num confortável nono posto, com 30 pontos. Já o Huesca, ganhou uma ‘nova vida’ na fuga à despromoção, mantendo-se na ‘cauda’ da tabela, mas com 19, menos dois do que os outros aflitos Valladolid, Elche e Eibar.

Ao início da tarde, o FC Barcelona concedeu o golo do empate do Cádiz (1-1) aos 89 minutos, depois de Lionel Messi ter adiantado os catalães de grande penalidade, aos 32, na sequência de uma falta sobre Pedri.

O argentino marcou pelo sexto jogo seguido na Liga espanhola e anotou o 16.º tento na prova, dividindo agora o topo da lista dos melhores marcadores com o uruguaio Luis Suárez, do Atlético de Madrid.

Contudo, quando tudo apontava para o triunfo do ‘Barça’, o central Lenglet cometeu uma falta sobre Rubén Sobrino dentro da área dos catalães, permitindo que Aleix Fernández repusesse a igualdade para o Cádiz, aos 89 minutos, numa altura em que o internacional português Francisco Trincão já tinha sido lançado por Ronald Koeman.

O FC Barcelona, que vinha de sete vitórias seguidas no campeonato, mantém-se no terceiro lugar, com 47 pontos, mas falhou uma aproximação mais incisiva ao líder Atlético de Madrid, que no sábado perdeu em casa com o Levante (2-0) e soma 55.

Por outro lado, os ‘blaugrana’ deixaram que o Real Madrid consolidasse o segundo lugar, com 52 pontos, embora com mais um jogo. Os ‘merengues’ venceram, no sábado, em Valladolid, por 1-0.

Já o Cádiz, que vinha de quatro derrotas consecutivas, está no 14.º posto, com 25 pontos, sendo que na primeira volta da La Liga já tinha ‘roubado’ pontos ao FC Barcelona, na altura vencendo em casa os catalães, por 2-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.