"Estou internado no Hospital e quase a morrer", ironizou Ricardo, ressentido com a imprensa portuguesa por ter veiculado a notícia de que tinha contraído o vírus da Gripe A, à semelhança do que sucedeu com 13 dos seus colegas do Bétis, entre os quais o seu compatriota Nelson.

Mais a sério, esclareceu que foi um dos sete jogadores do plantel que escapou à epidemia: "Neste momento, pelo menos, não tenho nada, estou bem, amanhã não sei… a verdade é que uma pessoa pode estar muito bem e passado três horas apresentar os sintomas da gripe A, que são bem perceptíveis".

Ricardo confirmou que Nelson foi um dos jogadores contaminados, confessou que tem falado todos os dias com ele, e por isso tem acompanhado a evolução do seu caso, não só pela relação pela amizade que os une, mas também por serem vizinhos.

"O Nelson está em casa, medicado, a recuperar, não vale a pena dramatizar as coisas", disse Ricardo, revelando que os jogadores do plantel que não estão doentes só voltam aos treinos na segunda-feira, depois da federação espanhola ter adiado o jogo com o Villareal B marcado para este fim-de-semana, a contar para a 10.ª jornada da II Liga espanhola.

O ex-guarda-redes do Sporting e da selecção nacional escusou-se a falar sobre um eventual regresso à "equipa das quinas": "Não falo sobre a selecção nem sobre nenhum assunto que diga respeito ao futebol português", disse, mostrando-se magoado com a imprensa portuguesa que tem publicado "mentiras" a seu respeito e na qual "só se salvam dois ou três jornalistas".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.