Cristiano Ronaldo chegou por volta das 10 horas (em Portugal, mais uma em Espanha) ao Tribunal Pozuelo de Alarcón, nos arredores de Madrid, para se defender das acusações de ter defraudado o Fisco espanhol em 14,7 milhões de euros.

O internacional português entrou de carro diretamente pela garagem, sem passar pela porta principal do Tribunal, onde se encontram várias dezenas de jornalistas bem como alguns curiosos.

Os jornalistas, contudo, já foram informados de que Ronaldo fará uma declaração depois de ser ouvido pela juíza Mónica Gomez.

Recorde-se que o jogador do Real Madrid é acusado de ter, de forma “consciente”, criado uma sociedade para defraudar o fisco espanhol em 14.768.897 euros, cometendo quatro delitos contra os cofres do Estado espanhol, entre 2011 e 2014.

O jornal espanhol AS diz que o português irá negar todas as acusações e declarar-se inocente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.