Ramón Calderón deixou a presidência do Real Madrid em 2009, mas continua a ser uma voz ativa no madridismo e deixou esta segunda-feira um alerta em relação a Cristiano Ronaldo. No entender do antigo dirigente, o craque português poderá vir a deixar o clube por já não concordar com a política seguida pelo presidente Florentino Pérez.

"Tenho a sensação de que Ronaldo está farto da política do atual presidente. Quando ele chegou ao Real Madrid com Arjen Robben pensava que iriam formar uma boa dupla, mas depois Robben foi vendido. Há dois anos saiu Gonzalo Higuaín e ele não ficou satisfeito. No ano passado considerou um erro deixar Ozil sair e a última gota foram as vendas de Xabi Alonso e Di María", declarou o ex-presidente dos merengues ao site 'talksport'.

Recorde-se que Cristiano Ronaldo assumiu recentemente que se fosse ele a liderar o Real Madrid, não teria vendido Di María. Porém, o jogador português e o presidente Florentino Pérez já vieram a público declarar total sintonia sobre o rumo do campeão europeu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.