Javier Tebas foi esta terça-feira definitivamente reconduzido na presidência Liga de clubes espanhola de futebol, para um mandato que se prolongará até 2020, confirmou a Comissão Eleitoral do organismo, depois de esgotado o prazo para receber recursos.

As prioridades de Tebas para o segundo mandato passam pela regularização da situação fiscal dos clubes, mediante o pagamento integral das dívidas à Autoridade Tributária, o aumento das receitas de bilheteira e a continuação da internacionalização do campeonato espanhol.

Tebas apresentou-se a votos sem qualquer adversário, depois de Álex Aranzábal, ex-presidente do Eibar, ter recuado na intenção de avançar com um projeto alternativo, alegando que “a forma como decorreu o processo eleitoral dificultou o aparecimento de outras candidaturas”.

O presidente reeleito da Liga de clubes espanhola, que assumiu pela primeira vez o cargo em 2013, optou por se demitir do cargo a 21 de setembro, com o objetivo de forçar a realização de eleições antecipadas, tendo sido reconduzido provisoriamente na presidência na quarta-feira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.