O médio internacional português Tiago, futebolista que passou pelo Sporting de Braga, Benfica, Chelsea, Lyon e Juventus, reconheceu a dificuldade em ser emprestado ao Atlético Madrid, mas que está feliz.

“Estou muito feliz. Foi difícil (o empréstimo da Juventus), mas no final consegui o que queria, que era vir para o Atlético. Agora estou aqui, a começar a trabalhar para estar bem”, disse o jogador.

“O importante é que no final o Atlético e eu ficámos contentes, a Juventus talvez um pouco menos, mas eu estou contente que é o mais importante”, acrescentou o jogador, referindo que em Madrid os seus colegas ficaram felizes com este regresso.

Hoje foi o primeiro dia de treinos do jogador em Madrid e Tiago disse ser difícil estar pronto para o jogo da Supertaça Europeia (27 de Agosto) frente ao Inter Milão.

“Fiz o primeiro treino com bola e ainda tenho que trabalhar muito. Acho difícil (estar pronto para a Supertaça), faltam 10 dias”, referiu Tiago, salientando querer recuperar tempo para fazer parte das opções.

Para o jogador o objectivo mínimo da equipa de Quique Flores, onde também joga o português Simão Sabrosa, é a Liga dos Campeões, numa época em que o plantel melhorou muito.

O futebolista não deixou ainda de comentar a ida de José Mourinho para o Real Madrid, referindo que o técnico português “é muito forte”, mas que o via “melhor em Itália”.

“Via-o melhor em Itália, mas agora que está aqui vamos ver o que podemos fazer. Este ano temos que ganhar, porque há muito tempo que não ganhamos ao Real Madrid”, sublinhou Tiago, jogador que foi treinado por Mourinho no Chelsea.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.