O treinador do Deportivo da Corunha, Fernando Vásquez, disse esta quinta-feira que o «‘deportivismo’ está ofendido» perante as suspeitas levantadas na goleada de 4-0 ao Levante, cujo jogo estará sob investigação da Liga de futebol.

«O ‘deportivismo’ está ofendido, mas tranquilo. Não fizemos nada de especial», referiu o treinador da equipa galega, na qual jogam os portugueses Pizzi, Bruno Gama, Sílvio, Nélson Oliveira, André Santos, Diogo Salomão e Zé Castro.

Vásquez criticou ainda o futebolista do Levante Jose Javier Barkero por ter acusado os seus companheiros de equipa de falta de intensidade no jogo com o Deportivo e com isso gerar suspeita em relação à vitória da equipa da Corunha.

«Nós estamos tranquilos, não sei como estará Barkero. É imperdoável que um profissional faça essas insinuações, as quais podem causar estragos gratuitamente», assinalou o técnico.

Na conferência, o treinador falou ainda em surpresa, lembrando as dificuldades financeiras que o clube atravessa, encontrando-se nas “mãos” de credores desde janeiro.

«Os jogos podem explicar-se de mil maneiras, mas parece-me incrível que na nossa situação, em que os jogadores quase não recebem, se possa pensar que estamos com recursos para fazer estas coisas», referiu.

No jogo em questão, disputado a 13 de abril, o Deportivo já vencia aos 28 minutos por 3-0, com golos de Valerón (12 minutos), e dos portugueses Pizzi (20) e Nélson Oliveira (28). O também português Bruno Gama fez o 4-0 já nos descontos, aos 93.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.