O presidente do Real Madrid justificou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, na presença do guarda-redes porque a sua despedida se fez numa conferência de imprensa onde este surgiu sozinho.

“Não aconteceu nada. Simplesmente as negociaciações demoraram mais do que o previsto. Não foi fácil, foi algo complexo, havia questões fiscais que tinham de ficar esclarecidas. Gostaria que a sua despedida tivesse acontecido na presença de todo o plantel, mas acabou por não haver tempo para o fazer. Casillas decidiu fazê-lo numa conferência de imprensa sozinho”, explicou.

Porém, o presidente diz que assinou um acordo com o FC Porto para que se realize um jogo entre os dois clubes e se possa fazer uma despedida à altura do jogador.

“Nós assinámos contrato com o FC Porto para fazer um jogo por altura do Torneio Santiago Bernabéu. Não sei se será este verão. Queremos homenagear um dos mitos e uma das lendas do nosso clube (…) Aqui ninguém sai pela porta pequena”, adiantou.

Por último, Florentino Pérez revelou que a presença de Casillas na sala de imprensa se deveu a um pedido dele próprio, pois esta conferência de imprensa já estava agendada e serviria para esclarecer os temas dos últimos dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.