O novo treinador do Real Madrid dispensa qualquer tipo de apresentação enquanto jogador. Campeão do Mundo em 1998, e da Europa no ano 2000, Zinedine Zidane foi eleito o melhor jogador do mundo em três ocasiões, sendo ainda hoje considerado um dos melhores de sempre da história do futebol mundial.

Depois de uma longa carreira profissional de 18 anos, Zinedine Zidane acabou por despedir-se dos relvados aos 34 anos de forma inglória quando em 2006, em plena final do Campeonato do Mundo, foi expulso por dar uma cabeçada ao internacional italiano Materazzi.

Nascido em Marselha a 23 de junho de 1972, Zinedine Zidane, filho de pais argelinos, começou a sua carreira de futebolista profissional no Cannes na época de 1988/1989 num jogo contra o Nantes de Marcel Desailly e Didier Deschamps, futuros companheiros de seleção.

Em 1992, o Cannes acabou por descer de divisão e entrou em cena o Bordéus, que pagou cerca de sete milhões de euros para contratar Zinedine Zidane. No Bordéus, Zinedine Zidane alcançou a primeira internacionalização e conquistou o seu primeiro título como profissional com a conquista da extinta Taça Intertoto na temporada 1995/1996. Nesse mesma época, os 'Girondins' foram à final da Taça UEFA, mas perderam esse jogo com o Bayern Munique de Jürgen Klinsmann, Lothar Matthäus e Jean-Pierre Papin.

Na época seguinte, a Juventus avançou para a contratação de Zidane após a conquista da Liga dos Campeões, o que permitiu ao internacional francês defrontar novamente o Bayern Munique na Supertaça Europeia e vingar-se da derrota ao serviço dos 'Girondins'.

Em Turim, Zidane acabaria ainda por vencer em 1996 a Taça Intercontinental frente ao River Plate, num jogo especial para o médio francês, uma vez que no emblema de Buenos Aires actuava o seu ídolo de infância no Marselha, Enzo Francescoli. O uruguaio acabou por trocar a camisola com Zidane no final desse jogo e desde aí que Zizou dorme regularmente com esse 'talismã'.

Ao serviço da Juventus, Zidane venceria o campeonato italiano e a Supertaça de Itália, mas acabaria por não voltar a conquistar troféus internacionais com a camisola 'bianconeri', sendo campeão do Mundo em 1998 e da Europa em 2000 ao serviço da seleção gaulesa.

Apesar de sempre afirmar que gostaria de regressar ao Marselha, em 2001 Zinedine Zidane ruma ao Real Madrid numa transferência avaliada em 77 milhões de euros, e que na altura foi considerada maior transferência de sempre do futebol mundial.

Com a camisola do Real Madrid, Zinedine Zidane conseguiu alcançar o único título europeu que lhe faltava na sua época de estreia, e logo com dois golos cruciais na caminhada merengue até à conquista da nona Liga dos Campeões. O primeiro golo nessa caminhada até ao título europeu foi em pleno Camp Nou na vitória do Real Madrid sobre o Barcelona por 2-0 nas meias-finais da prova. Já o segundo golo, e mais emblemático, ocorreu na final frente ao Bayer Leverkusen na vitória dos 'merengues' por 2-1. O remate à meia-volta de Zidane após cruzamento de Roberto Carlos na esquerda inscreveu o nome do francês no panteão dos mitos do futebol europeu, e ainda hoje é recordado com um dos melhores da prova.

Depois dessa conquista, Zidane ajudou ainda o Real Madrid a conquistar a Supertaça Europeia frente ao PSV e a Taça Intercontinental, para além do título de campeão espanhol em 2002/2003 e da Supertaça de Espanha 2003/2004, sendo esse o último título de Zidane enquanto jogador.

Com uma carreira ímpar enquanto futebolista, Zinedine Zidane abandonou os relvados em 2006 de forma inglória após a final do Campeonato do Mundo na Alemanha que culminou com a expulsão do internacional francês após uma cabeçada a Materazzi.

Entre 2011 e 2012, Zinedine Zidane ocupou o cargo de Diretor desportivo do Real Madrid com José Mourinho no comando da equipa técnica do clube 'merengue'.

Em 2013, Zidane integra a equipa técnica de Carlo Ancelotti no Real Madrid assumindo o cargo de técnico adjunto do treinador italiano. Depois de participar na conquista da Taça do Rei e da Liga dos Campeões, Zidane foi apresentando como novo técnico do Real Madrid Castilla a 25 de junho de 2014, cargo que representa desde então com um total de: 22 jogos, 11 vitórias, 6 empates e 5 derrotas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.