O FC Porto voltou a ser goleado em casa pelo Liverpool, agora na segunda jornada da Liga dos Campeões. No final do jogo, Sérgio Conceição foi muito duro nas palavras na hora de analisar a partida e foi muito feroz nas críticas à sua equipa. O técnico falou à TVI24, Eleven Sports e TNT Brasil, além da conferência de análise da partida.

Análise ao jogo: "Foi mau demais. Na minha opinião, foi vergonhoso o que aconteceu hoje. Na Liga dos Campeões e contra um adversário cheio de qualidade, que pressiona muito forte e que sai com muito perigo para atacar a baliza adversária, fizemos apenas nove faltas durante o jogo. Não é normal."

Equipa sem ADN Porto: "Há princípios que não são negociáveis para estar no nosso dia a dia nomeadamente a organização que temos de ter e a capacidade de sermos agressivos e intensos. Só assim podemos ombrear com estas equipas. Em quatro anos chegámos duas vezes aos quartos de final da Champions e uma vez aos oitavos. Isso é meritório. Se como base não temos isso junto à estratégia para o jogo, se não se tenta fazer... algo está mal. O treinador não passou a mensagem. Sou o principal responsável. Houve muita coisa má. Podemos arranjar aqui algumas atenuantes ou desculpas, mas não quero ir por aí.."

Sem Pepe e depois sem Otávio: "O Pepe lesionou-se nos últimos segundos do aquecimento. Estivemos até ontem à noite a perceber como estava. Percebi que podia ir a jogo e tracei uma estratégia. Se soubesse que ele não estava em condições tinha dito na antevisão e entraríamos de outra forma no jogo. O Fábio entrou, num jogo destes e sem minutos, e fez o melhor. Estou satisfeito com o que ele fez, não lhe podia pedir mais. O Otávio magoou-se e isso foi crucial. Sabem como ele é importante a equilibrar no corredor central, ainda para mais a jogar com dois avançados. No primeiro remate do Liverpool à baliza, sofremos golo. Um golo consentido. Não digo um golo de treino, porque nem no treino cometemos aqueles erros. Ao intervalo podíamos retificar, mas sofremos novo golo. Houve todas estas situações… Fizemos o 3-1 e depois há um golo que… Foram golos que já não estava habituado a ver. Este é um bocadinho o resumo do jogo"

Muitos erros: "Mesmo com uma equipa de juniores - que hoje tiveram um jogo onde empataram com o Liverpool -, com certeza que fariam um pouco melhor do que fizemos hoje. Mas fui eu que não passei a mensagem e errei na equipa inicial, de certeza. Tenho de perceber com o presidente se os jogadores ouvem ou não o treinador, desta forma vai ser difícil continuar e falo das competições internas. A diferença de valores sabemos que existe, igualamos quando há boa organização e a intensidade que a prova merece. Sem isso fica muito difícil de ser competitivo. Com certeza não passei a mensagem da melhor forma e aconteceu este desastre vergonhoso."

Sentimento: "O que diria? Neste momento nada… Se passasse o meu sentimento, de certeza que amanhã [hoje] já não treinaria o FC Porto. Fomos muito pouco agressivos no jogo e erros em zonas cruciais. Sabíamos a força e a forma vertical como o Liverpool ataca e não podíamos cometer aqueles erros. Foi muita coisa má e eu sou o principal responsável. Margem de erro zero? Vamos ver este jogo, que foi muito mau. Temos de fazer mais e melhor…"

O FC Porto foi goleado em casa pelo Liverpool na terça-feira, por 5-1, em jogo da segunda jornada da Liga dos Campeões de futebol, caindo para a terceira posição do Grupo B. Salah (18 e 60 minutos), Mané (45) e Firmino (77 e 83) marcaram os golos dos 'reds', com Taremi (75) a reduzir para os 'dragões'.

Com este resultado, o Liverpool passou a somar seis pontos, mais dois do que o Atlético de Madrid, que venceu em casa do AC Milan (2-1), que tem zero pontos, menos um do que o FC Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.