Até chegar o golo da equipa portuguesa, o jogo estava equilibrado, cauteloso e com algum receio em provocar situações de perigo no ataque.

As duas equipas tiveram duas excelentes oportunidades antes do marcador da “Pedreira” se alterar. O golo solitário dos minhotos surgiu porque, ao minuto 24, o árbitro entendeu que sul-coreano Ki Sung-Yong cortou a bola com a mão dentro da grande área.

Na conversão, Alan executou de forma soberba e tranquila, disparando para o canto superior direito da baliza, sem hipóteses para o guardião Zaluska.

Depois do golo português, o vice-campeão nacional passou a dominar o jogo e a sofrer algumas entradas duras em falta por parte dos escoceses.

Nota muito positiva para a defesa sólida e segura da formação comandada por Domingos Paciência, onde se destacam as intervenções do central (e capitão) Moisés.

Muito calor no Estádio AXA, cerca de 34º graus, mas os adeptos (perto de 13 mil) não param de puxar pela equipa minhota, que hoje faz a sua estreia na luta por um lugar na fase de grupos para a Liga dos Campeões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.