A pesada derrota do Benfica em Basileia por 5-0 vai deixar marcar na equipa de Rui Vitória. A formação 'encarnada' precisava de dar continuidade ao triunfo diante do Paços de Ferreira, mas acabou por 'espalhar-se ao comprido' diante do quatro classificado do campeonato suíço.

Em entrevista ao SAPO Desporto, Álvaro Magalhães analisou o descalabro do Benfica diante do Basileia, e apontou alguns dos erros cometidos numa noite europeia para esquecer.

"Não é fácil explicar aquele resultado. Por vezes ganha-se e as coisas não estão assim tão bem, mas as vitórias às vezes também escondem muitas coisas. Esta derrota é desastrosa, é uma derrota que deixa marcas, ainda por cima na Liga dos Campeões é um resultado muito negativo", começou por dizer o antigo jogador do Benfica.

"Na alta competição como é possível isto acontecer? Ainda para mais numa equipa como o Benfica, que tem jogadores internacionais. Como pode sofrer um golo dois minutos depois do apito inicial? Isto é uma falta de concentração, é uma falta de atenção, e não se pode sofrer um golo logo no início de um jogo que é muito importante na Liga dos Campeões, e sofrer um golo nos primeiros minutos deixa a equipa afetada", acrescentou depois o antigo treinador adjunto de Trappatoni que conquistou o título de campeão na época 2004/2005.

"Depois houve uma reação, mas notou-se que o Benfica teve uma noite para esquecer, não é o Benfica da Champions, não é o Benfica campeão. O Benfica, com os jogadores que tem, tem de dar muito mais", frisou Álvaro Magalhães.

Paços de Ferreira não é o Basileia

"Derrota com o Basileia? A alta confiança temos que a ter, sempre com muito respeito pelo adversário e o Basileia também não é uma equipa fraca. Está na Liga dos Campeões é porque é o campeão da Suíça e tem valor, tem mais jogadores com qualidade. O Basileia foi superior em todos os aspectos, no aspecto físico, no aspecto técnico-tático e psicológico. O Basileia foi superior nesses quatro componentes do futebol, pois preparam bem este jogo. Sabiam os pontos fracos, que todas as equipas têm, e tinham conhecimento do momento menos bom que o Benfica estava a atravessar. Melhorou um pouco contra o Paços de Ferreira, mas o Paços de Ferreira não é o Basileia, o Basileia é muito superior e estudou bem o adversário. Táticamente, a equipa do Basileia foi perfeita", analisou Álvaro Magalhães.

Rui Vitória terá de explicar melhor esta situação

"É de lamentar que o Benfica não tenha realizado um único remate à baliza do Basileia. Os jogadores são os mesmos, apesar da saída de alguns, mas todos os anos têm saído jogadores, isto não se compreende. O Rui Vitória terá de explicar melhor esta situação, agora repito, não se podem sofrer dois golos logo no arranque do jogo. O segundo golo então…na alta competição, não é só quem joga nas equipas grandes, nas equipas pequenas também acontecem, eu na época passada sofri um golo aos 30 segundos, é impossível, isto é falta de concentração. Aquele segundo golo, a jogada tem de ser 'morta' logo no início da área do adversário, não pode percorrer 100 metros e chegar à baliza adversária e sofrer golo. É um lance em que é um canto a favor, dá golo na sua baliza, não pode. Não pode acontecer isto. Foi falta de concentração, por vezes, até de uma certa experiência, e há faltas que se têm de fazer para 'matar' a jogada. E há cartões amarelos que têm de ser usados nessas faltas para 'matar a jogada', como se diz na linguagem do futebol. Faltou alguém fazer uma falta no meio-campo", disse Álvaro Magalhães sobre os vários erros cometidos pela equipa, nomeadamente no lance do segundo golo do Basileia.

"Não vamos culpabilizar só a defesa por este desaire. A melhor defesa começa no ataque. É aí que tem de haver a pressão sobre o homem da bola, e depois criam-se muitos espaços na zona defensiva. O problema é que quem observa o jogo constata que às vezes aparecem cinco e seis jogadores contra quatro jogadores do Benfica. Os outros ficam a ver o que é que vai acontecer. Portanto, algo está mal nesse aspecto. Os três sectores. Não é só culpabilizar se foi a defesa, porque começou lá na frente. A pressão sobre o homem da bola começa no último avançado. Os três sectores têm de estar muito juntos de forma a não criarem espaços ao adversário para se organizar. E isso de não deixar o adversário organizar-se é fundamental e é um trabalho que tem de se fazer durante a semana para depois transportar para o jogo", apontou o treinador português.

Já em relação à expulsão de André Almeida, Álvaro Magalhães defendeu o defesa direito dos 'encarnados', mas assumiu que o jogador do Benfica não esteve bem pois acabou por prejudicar toda a equipa com a sua saída.

"A situação do André Almeida é de se lamentar. O André Almeida até é um dos jogadores que defendo muito pelo seu comportamento, em termos de profissional, é um jogador polivalente, é um jogador que cumpre, mas há que lamentar esta situação. Ele não pode ter aquela atitude que vai prejudicar toda a equipa", comentou Álvaro Magalhães.

Questionado sobre a continuidade do Benfica nas provas europeias, Álvaro Magalhães assumiu que o próximo jogo contra o Manchester United será determinante.

"É engraçado que o Benfica perde dois jogos mas está a três pontos do segundo lugar. Portanto, ainda há muitos jogo, é evidente que vai haver este próximo jogo com o Manchester United, que é mais complicado. Se o Benfica perder contra o Manchester United, e se uma das equipas ganhar, o Basileia e o CSKA Moscovo, aí já é mais difícil para o Benfica continuar na Liga dos Campeões. E depois ainda há o 'goal average' com o Basileia para a disputa da Liga Europa. Se o Benfica ganhar ao Manchester United, sabendo que não é fácil também não é impossível, pode acontecer, numa noite menos boa do Manchester United, que não acredito muito, porque o Manchester United este ano está muito mais forte. A equipa é diferente para melhor, muito mais organizada. Nesta altura, não podemos dizer que o Benfica já está afastado da Liga dos Campeões, mas o próximo jogo é importante para as aspirações do Benfica. O próximo jogo tem de ganhar, se não ganhar aí, possivelmente, terá de lutar por uma ida à Liga Europa", sentenciou sobre o assunto Álvaro Magalhães.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.