Amr Warda, o autor do golo que deu o empate ao PAOK Salónica (1-1) diante do Benfica na 1.ª mão do play-off da Liga dos Campeões, este muito perto de jogar na Liga portuguesa.

O extremo egípcio foi contratado pelo Feirense no verão passado mas acabou por não ficar mais de uma semana no clube de Santa Maria da Feira, onde chegara por empréstimo do PAOK.

Nunca houve explicações oficiais do Feirense para a dispensa do jogador, mas na altura o jornal Record deu conta de um alegado assédio às mulheres de dois colegas de equipa, logo após o primeiro treino que realizou.

A SAD acabou por instaurar um processo disciplinar a Warda e a sua saída foi uma questão de tempo, com o egípcio a regressar a Salónica, tendo depois sido emprestado ao Atromitos.

Na altura, Warda usou as redes sociais para se defender. "Nos últimos dias, tive de aprender o quão más algumas pessoas podem ser. Tive de aprender que algumas pessoas não se importam de prejudicar outras com falsos testemunhos e alegações, desde que sirvam os seus interesses", referiu Warda, acrescentando: "Sempre fui um homem respeitoso e rejeitei qualquer comportamento inapropriado. Como tal, não aceito que as pessoas tratem outras de forma desrespeitosa", afirmou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.