O FC Porto, segundo classificado do Grupo C, recebe esta noite o líder e já qualificado Manchester City, bastando-lhe um empate para se apurar para os oitavos de final da Liga dos Campeões, independentemente do resultado do jogo entre Marselha e Olympiacos, equipas treinadas pelos portugueses André Villas-Boas e Pedro Martins, respetivamente.

No entanto, face ao conjunto inglês, que lhe roubou os únicos pontos, ao vencer por 3-1 no Etihad, os ‘dragões’ podem até seguir em frente perdendo, caso o Marselha dê uma ajuda e consiga estrear-se a pontuar na receção ao Olympiacos.

Os campeões lusos só dependem de si próprios para alcançar uma igualdade face ao conjunto de Pep Guardiola, que num momento de enorme acumulação de jogos e já com os ‘oitavos’ assegurados, pode até vir ao Dragão fazer ‘poupanças’.

Ainda assim, os ‘dragões’ não podem acreditar em facilidades, até porque o City vale muito mais do que o lugar a meio da tabela que ocupa na ‘Premier League’, mesmo depois da goleada caseira ao Burnley por 5-0, no sábado, com ‘hat-trick’ de Riyad Mahrez.

A luta pelo 1º lugar

Na presente temporada, os comandados de Sérgio Conceição, que venceram sem dificuldades o Olympiacos (2-0) e o Marselha (3-0), vão tentar manter a invencibilidade caseira, sendo que nem sequer é preciso ganhar.

Um triunfo também seria, porém, importante, pois manteria o FC Porto na corrida ao primeiro lugar do agrupamento, que dá vantagem nos ‘oitavos’, a de jogar o segundo encontro em casa e, sobretudo, a de defrontar um segundo colocado de outro grupo.

Para assumirem o comando do agrupamento, os ‘azuis e brancos’ precisam de ganhar por 2-0 ou por mais de dois golos de diferença, sendo que o 3-1 estabelece uma igualdade total.

Histórico de confrontos

Esta noite, o FC Porto vai medir forças com uma equipa inglesa pela 42.ª vez na sua história em competições oficiais, entre jogos em casa e fora. E o histórico dos 41 encontros não é, de todo, favorável aos 'dragões'.

É que desses 41 jogos os 'azuis e brancos' apenas venceram oito, tendo empatado 10 e perdido 23, com 38 golos marcados e 74 sofridos.

No que dizem respeito aos 20 jogos disputados no reduto do FC Porto, os dragões somam oito vitórias, sete empates e cinco derrotas. Já ao olhar apenas para os embates frente ao Manchester City, o encontro desta terça-feira é o 4º, sendo que, os citizens apenas jogaram uma vez no Estádio do Dragão, a 16 de fevereiro de 2012.

Nessa altura, em jogo a contar para os 16 avos de final da Liga Europa, o Manchester City venceu em casa dos dragões por 2-1. Os 'azuis e brancos' até se adiantaram no marcador por Silvestre Varela (28'), mas viram Álvaro Pereira marcar na própria baliza (55') e Kun Aguero (85') selar a vitória.

O que dizem os treinadores

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, pretende que a sua equipa repita "o rigor e espírito de entreajuda" no duelo desta terça-feira.

No jogo em Inglaterra na abertura do grupo C, o FC Porto foi derrotado por 3-1, numa partida que Sérgio Conceição considerou ter sido "decidida por um conjunto de más decisões da arbitragem", mas em que gostou do desempenho da sua equipa.

"Temos de ter o mesmo rigor desse jogo, o mesmo espírito de entreajuda e ser uma equipa que quando tem bola sabe perceber as fragilidades do adversário. Sabemos que é uma equipa poderosa, com grande talento e individualidades, a começar no treinador e acabar no jogador mais jovem, mas temos de fazer o nosso trabalho para ambicionar ganhar os três pontos", disse o técnico dos ‘dragões'.

Sérgio Conceição confirmou ainda a ausência de Pepe, mas não descartou a possibilidade de voltar a utilizar um esquema de três centrais frente aos 'citizens', como fez em Inglaterra.

"O Pepe não vai a jogo. Mas posso jogar com dois centrais e ter seis defesas. Depende do que quiser estrategicamente para o jogo", observou.

Já o treinador do Manchester City, Pep Guardiola, classificou o FC Porto como uma "equipa vencedora" e disse esperar um "jogo muito complicado" com os campeões portugueses.

"Estou à espera de um jogo difícil, o FC Porto tem grande espírito coletivo e uma equipa muito forte fisicamente. A par do Benfica, é das melhores equipas de Portugal. Eles têm uma mentalidade vencedora e isso torna-os muito perigosos", afirmou Guardiola, na antevisão do encontro.

Com a equipa já apurada para os oitavos de final da competição, Guardiola garantiu que vai levar para o jogo no estádio do Dragão "os melhores jogadores" e assegurou que a equipa quer conseguir um resultado que lhe permita terminar no primeiro lugar do grupo.

Arbitragem

O árbitro holandês Björn Kuipers vai dirigir o jogo de hoje entre o FC Porto e o Manchester City, da quinta jornada do Grupo C da Liga dos Campeões de futebol.

Kuipers, de 47 anos, árbitro internacional desde 2006, vai ter como assistentes no Estádio do Dragão (20:00) os compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra, recaindo sobre o também holandês Pol van Boekel a função de videoárbitro (VAR).

O juiz holandês já dirigiu vários jogos da equipa portuense nas provas europeias, nomeadamente, com a Roma (1-1), em 2016, Lille (1-0) e Eintracht Frankfurt (3-3), ambos em 2014, Barcelona (0-2), na final da Supertaça Europeia, em 2011, e, no mesmo ano, Villarreal (5-1).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.