A UEFA confirmou hoje que o Legia de Varsóvia jogará à porta fechada na receção ao Real Madrid, na quarta jornada da Liga dos Campeões de futebol, depois de recusar o recurso apresentado pelo clube polaco.

Em função dos "incidentes racistas”, do "uso de material pirotécnico" e do "arremesso de projéteis" por parte dos adeptos polacos na derrota do Legia (0-6) frente ao Borussia Dortmund, a 14 de setembro, a UEFA puniu os polacos com a disputa de um jogo sem adeptos nas bancadas.

O campeão polaco recorreu de imediato da pena aplicada pela Comissão de Controlo e Disciplina, mas viu o seu pedido rejeitado pela instância de recurso, que confirmou o castigo e uma multa de 80.000 euros.

O Legia de Varsóvia ocupa o último lugar do Grupo F, depois de duas derrotas perante o Dortmund e o Sporting. Na próxima terça-feira joga no terreno do Real Madrid, antes de receber os espanhóis na quarta jornada, a 02 de novembro, à porta fechada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.