Jorge Jesus encara com muito respeito o Basileia, com quem o Benfica mede forças esta terça-feira (19h45), para a terceira jornada do grupo C da Liga dos Campeões.

«É uma equipa com muita qualidade e com muitos internacionais. O Basileia demonstrou pelo resultado que fez em Inglaterra (3-3 com o Manchester United) que é uma equipa que tal como o Benfica está na disputa pelo apuramento. Temos a convicção de que vamos defrontar uma boa equipa», afirmou esta tarde o treinador do Benfica, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

A paragem competitiva para os jogos das seleções é uma questão cujos efeitos deixam ainda Jorge Jesus sem certezas sobre a equipa. Todavia, o técnico mostra-se otimista e acredita que os encarnados vão dar continuidade ao bom arranque esta época, onde ainda não perderam em jogos oficiais. «Muitos foram para as seleções e outros tiveram um jogo em Portimão, que nos ajudou a ter intensidade para amanhã. Espero que esta paragem não tenha influenciado negativamente a equipa».

A imprensa suíça recordou as derrotas do Basileia contra o Sporting nos últimos anos, mas Jorge Jesus reitera que os helvéticos estão agora bem mais fortes. «Uma goleada? Isso era o que nós queríamos! Não há comparação possível. Esta é mais forte do que todas as outras equipas suíças. É um adversário poderoso», reforçou, retirando ainda importância à mudança de treinador no Basileia, onde o ex-adjunto Heiko Vogel assumiu o lugar anteriormente detido por Thorsten Fink.

Sem confirmar o regresso de Javi García ao onze, pois ainda vai avaliar no último treino a recuperação do espanhol, o treinador, de 57 anos, relativiza também as dúvidas sobre a utilização de Bruno César ou Nolito, já que, segundo Jorge Jesus, «dores de cabeça é quando não há soluções».

Por fim, Jorge Jesus explicou as razões da melhor campanha esta época na Champions. «Se o Benfica este ano está mais forte, também tem a ver com a experiência do ano passado, porque sentimos que a experiência é importante para além da qualidade técnica e tática. Também temos jogadores com outras caraterísticas que permitem que a equipa seja mais forte defensivamente do que no ano passado», concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.