Bucareste é uma cidade cheia de boas recordações para o emblema português. Das quatro vezes que a equipa do Benfica se deslocou à capital da Roménia nunca conheceu o sabor da derrota.

O saldo cifra-se em dois empates e duas derrotas.

A primeira visita ocorreu na temporada 1987/1988, em pleno regime ditatorial de Ceausescu, num jogo relativo às meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus. O jogo com o Steaua começou como acabou: 0-0, tendo sido a eliminatória resolvida em Portugal com dois golos de Rui Águas.

Benfica e Steaua só se voltaram a encontrar alguns anos mais tarde, na já denominada Liga dos Campeões. De Bucareste, em 2 de Novembro de 1994, o Benfica trouxe um empate a um golo com Hélder a apontar o golo dos encarnados.

Mudou o adversário, a competição – Taça Uefa - mas não o local e em 1999, os encarnados visitam novamente Bucareste para defrontar o Dínamo. Aí Maniche e Fernandez brilharam na vitória por 2-0.

Oito anos mais tarde deu-se a última passagem, até hoje, do Benfica por esta cidade. Em novo encontro com o Dínamo, nova vitória dos encarnados, agora por 2-1.  Anderson e Katsouranis foram os marcadores de serviço.

Desse encontro de 2007 sobrevive apenas na equipa encarnada o capitão Luisão.

Agora segue-se o Otelul. O Benfica quer manter a boa tradição e alcançar um resultado positivo pois como o próprio Jorge Jesus disse: «É necessário pontuar fora, para ser apurado».

O jogo Otelul Galati tem início marcado para as 19h45 desta terça-feira e terá transmissão em direto no SAPO Desporto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.