André Villas-Boas, adversário do Benfica na Liga dos Campeões, demonstra-se cauteloso em relação às equipas – Monaco e Leverkusen são as outras formações - que terá de defrontar na liga milionária.

“As expectativas a nível de equipa são iguais às das outras equipas. Queremos estar nos oitavos de final. O nosso grupo é muito equilibrado e competitivo, onde qualquer adversário pode ganhar ao outro. Cada jogo será imprevisível. É muito difícil perceber que equipas estarão nos oitavos de final. Vamos abordar os jogos de forma cautelosa. Tudo pode acontecer”, disse o treinador, presente no Fórum de Treinadores da UEFA, em Nyon.

O antigo timoneiro do FC Porto não acredita no enfraquecimento de Benfica e monaco, depois de perderem atletas importantes durante este defeso, assegurando que a experiência também conta.

“É difícil. Em qualquer equipa há mudanças, há entradas e saídas. Mas a qualidade das equipas é indiscutível. Também saíram jogadores no Zenit, mas reforçámo-nos bem. Sentimo-nos fortes e competentes para estarmos presentes nos oitavos de final. Vamos jogar contra equipas muito experientes. O Benfica tem duas presenças na final da Liga Europa e é campeão no seu país. O Leverkusen é uma formação vertical, forte no contra-ataque e com historial europeu. O Mónaco está numa fase de mudança, mas com um grande plantel”

Apesar de não apontar favoritos à passagem aos “oitavos”, Villas-Boas mostrou ambição e aponta a um objetivo claro: “a nossa ambição é ser campeão russo e chegar aos quartos de final da Champions. Não será fácil, porque é um patamar elevado onde estão nos grandes clubes europeus”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.