O fenómeno Erling Haaland continua a fazer estragos. Na noite desta terça-feira, esteve em destaque na vitória do Borussia Dortmund frente ao PSG, em jogo da primeira-mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. O jovem avançado norueguês de 19 fez os dois golos da sua equipa e levou o Signal Induna Park à loucura. Além dos golos, deu muito trabalho aos centrais Marquinhos, Thiago Silva e Kimpembe.

No final do encontro, deixou uma confidência: Cristiano Ronaldo é o seu ídolo.

Neymar critica PSG após derrota: "Sentia-me bem mas o clube tinha medo. No final, quem pagou fui eu"
Neymar critica PSG após derrota: "Sentia-me bem mas o clube tinha medo. No final, quem pagou fui eu"
Ver artigo

"Adorava encontrar Cristiano Ronaldo. Gostava de lhe dizer que sou um futebolista graças a ele. Para mim, ele sempre foi um modelo", atirou. O jovem norueguês de 19 anos já foi apanhado num treino do Borussia Dortmund a imitar o célebre festejo do internacional português da Juventus.

Apesar de ter marcado dois golos ao PSG, Haaland sublinhou que precisa de aprender mais para crescer.

"Foi uma noite muito boa. Estou contente por ser o homem do jogo, mas sinto que posso fazer muito melhor. A este nível tenho de jogar melhor, tenho de trabalhar muito e melhorar", atirou.

Além dos dois golos, o avançado deu nas vistas com um sprint no segundo tempo que se tornou viral. Diz o jornal inglês 'Daily Mail', que Haaland quase que batia o recorde do mundo dos 60 metros ao completar a distância em 6.64 segundos, mais 0.03 que o recorde atual. Segundo o jornal, o norueguês terá atingido uma velocidade de 36 km/h durante este sprint.

Esta época, Erling Haaland leva 39 golos em 29 encontros, divididos pelo RB Salzburgo e Borussia Dortmund. No emblema alemão, já leva 11 golos em seis partidas. Na 'Champions' são dez golos em sete jogos esta temporada, algo que já é recorde: tornou-se no mais rápido a atingir a dezena de golos na prova milionária, precisando de apenas sete jogos, superando os registos de Adriano, Firmino, Mané, com 11.

Dortmund e Paris Saint-Germain voltam a encontrar-se no dia 11 de março, no Estádio Parque dos Príncipes, em Paris, num jogo em que os franceses não vão poder contar com os castigados Marco Verratti e Thomas Meunier.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.