Jorge Jesus enalteceu a postura da equipa no triunfo sobre o Hapoel Telavive, em jogo referente à primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. "Fiquei satisfeito por termos ganho e por não termos sofrido golos. O Hapoel vai complicar o grupo e baralhar as contas. Estávamos com uma ideia clara do que era o valor desta equipa, mas sabíamos que marcando primeiro, o Hapoel teria de vir em busca do empate e teríamos mais espaços", referiu o técnico do Benfica, frisando: "Entrar a ganhar é fundamental."

Questionado sobre o episódio entre Cardozo e os adeptos encarnados durante a segunda parte, no qual o avançado 'mandou calar' a massa associativa, o técnico desvalorizou o incidente: "Durante o jogo os jogadores estão cheios de adrenalina, com o sangue a 500 à hora... O Cardozo fez no ano passado 38 golos e não é qualquer avançado no mundo que faz isso."

"Ele chegou duas semanas antes do campeonato e têm que dar desconto", afirmou o treinador, explicando as dificuldades físicas evidenciadas pelo internacional paraguaio.

No fim-de-semana haverá dérbi com o Sporting e Jorge Jesus não esconde que o triunfo de hoje pode ser importante para elevar os níveis motivacionais. "Claro que as vitórias motivam sempre, mas são competições diferentes", esclarece, dando pouco relevo à má classificação do Benfica na Liga: "A classificação no primeiro terço da Liga não me diz muito."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.