O treinador do FC Porto reconheceu que agora joga com “margem reduzida” na fase de grupos da Champions, após o empate em casa com o Copenhaga e a derrota em Leicester.

“Temos 12 pontos por disputar e o próximo jogo é com o Brugge no Dragão, onde é imperioso ganhar. A equipa tentou, na segunda parte esteve mais dentro da imagem que pretendíamos, mas tudo faz parte de um processo de crescimento. Falta também a confiança para conseguir uma vitória atrás de outra. Há aspetos que têm de ser melhorados, como a eficácia, mas acabámos por ter oportunidades suficientes para que o resultado fosse outro”, disse Nuno Espírito Santo na flash interview da Sport TV.

“Para conseguirmos qualquer ponto nesta competição temos de ser equipa madura, capaz de dominar o jogo, dentro daquilo que queremos. Os jogadores precisam de sentir que têm posse e que controlam o jogo. Sabemos onde temos de melhorar, vamos trabalhar e reagir neste resultado”, acrescentou.

O FC Porto perdeu, esta terça-feira, por 1-0 com o Leicester no encontro da segunda jornada do Grupo G da Liga dos Campeões, disputado no King Power Stadium, na cidade dos campeões de Inglaterra. Com esta derrota, os Dragões somam apenas um ponto em duas jornadas disputadas, complicando já as aspirações para chegar aos oitavos de final.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.