O campeão nacional FC Porto vai tentar começar a 'desenhar' na terça-feira, em Roma, o caminho para os quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, fase que atingiu pela última vez há quatro anos.

Na 'era Champions' (desde 1992/93), os 'dragões' já ficaram por sete vezes no 'top 8', sendo que só por três ultrapassaram os oitavos de final (introduzidos em 2003/2004), em vésperas da 11.ª tentativa, que terá epílogo no Dragão, em 06 de março.

Pelo seu palmarés na prova, o historial face aos romanos (dois apuramentos, em duas eliminatórias) e o que tem feito na presente temporada, o conjunto comandado por Sérgio Conceição parte como favorito, mas os transalpinos também têm os seus argumentos.

A qualidade de jogadores como Edin Dzeko, El Shaarawy, Kolarov ou o ex-benfiquista Bryan Cristante dão esperança à Roma, que na época passada, com uma equipa sensivelmente idêntica, conseguiu afastar o FC Barcelona, de Lionel Messi, nos quartos de final.

Nesta fase da 'Champions', a Roma também tem aliás, um registo superior ao dos 'dragões', já que soma três apuramentos, um deles perante o Real Madrid, em 2007/08, e outras tantas eliminações, a última igualmente face aos 'merengues' (2015/16).

Para piorar a situação, o FC Porto não se pode apresentar na máxima força, já que, nos lesionados, a Aboubakar, parado desde o final de setembro, juntou-se Marega, o melhor marcador da equipa na prova (cinco golos), sendo que o extremo Corona também não é opção, por castigo, para o embate da primeira mão.

Em relação à fase de grupos, também não haverá Sérgio Oliveira, jogador emprestado no 'mercado' de inverno, mas Sérgio Conceição tem três reforços, todos potenciais titulares, o central Pepe e os avançados Soares e Fernando Andrade.

Os portistas têm armas suficientes para continuar a 'brilhar' na Europa, após uma fase regular em que tiveram o mérito de aproveitar um sorteio mais do que feliz, que lhes colocou pela frente o único cabeça de série (Lokomotiv Moscovo) acessível.

Face aos russos, ao Schalke 04, também apurado, e ao Galatsaray - relegado para a Liga Europa, na qual vai defrontar o Benfica -, o FC Porto conseguiu cinco vitórias e um empate, sendo a única equipa da fase de grupos a somar 16 pontos.

O triunfo no agrupamento deu aos 'dragões' a vantagem, teórica, de começarem fora, o que só lhes havia acontecido três vezes nesta fase: caíram face ao Schalke 04 (2007/08), mas, depois, ultrapassaram Atlético de Madrid (2008/09) e Basileia (2014/15).

Nos dois apuramentos, o FC Porto começou a ganhar um lugar nos 'quartos' com empates com golos em reduto alheio - a dois em Espanha e a um na Suíça -, cenário que, agora, certamente, satisfaria os líderes do campeonato português.

Para o conseguir, os 'dragões' só têm de manter um trajeto de invencibilidade que dura desde 07 de outubro, dia em que caíram perante o Benfica, por 1-0 na Luz: desde então, somaram 22 vitórias e quatro empates, em 26 jogos.

Ainda assim, o registo mais próximo dos portistas é bem menos impressionante, com quatro triunfos e quatro igualdades, três delas nos últimos três jogos fora no campeonato, prova em que viram os principais adversários aproximar-se.

Quanto aos romanos, têm um balanço similar nos derradeiros oito encontros, com cinco triunfos, dois empates e uma derrota, muitíssimo pesada, em Florença (1-7), para a Taça de Itália, sendo que, na sexta-feira, venceram por 3-0 o Chievo, em Verona.

Para enfrentar os 'azuis e brancos', o treinador Eusebio Di Francesco tem as mesmas armas da fase de grupos, já que a Roma não procedeu a trocas importantes na reabertura do 'mercado', mantendo-se com muitas soluções de qualidade em todos os setores.

A baliza estará entregue a Robin Olsen, que poderá ter no quarteto defensivo Florenzi, Manolas, Fazio e Kolarov, sendo que ainda são opções Karsdorp ou o ex-portista Marcano.

Para o meio-campo, Cristante, Nzonzi, Ünder e Lorenzo Pellegrini são fortes candidatos ao 'onze', com o veterano Daniele De Rossi e Pastore à espreita, e, na frente, Schick e Justin Kluivert são alternativas a Dzeko e El Shaarawy.

Na última visita à capital italiana, há duas épocas, em jogo da segunda mão da terceira pré-eliminatória da 'Champions', os 'dragões' venceram por 3-0 (após 1-1 no Dragão), num embate em que dois romanos foram expulsos muito cedo.

O embate entre a Roma e o FC Porto, da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, realiza-se na terça-feira, a partir das 20:00, no Estádio Olímpico de Roma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.